sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Tupia laminadora x tupia de coluna: qual comprar?




I - FUNÇÕES DE UMA TUPIA
As tupias são máquinas que giram fresas cortantes em altíssima velocidade. Elas realmente facilitam a vida do marceneiro e, desde que utilizando as fresas adequadas, possibilitam uma gama de serviços:


encaixes e acabamentos



a famosa técnica do rabo de andorinha
Portanto, as tupias são máquinas que permitem um acabamento muito mais homogeneo, melhor e mais rápido. Não é a toa que costumo dizer que uma tupia modifica uma marcenaria.

II - TIPOS DE TUPIAS
As tupias são sempre elétricas e podem ser de três tipos:
As estacionárias (de bancada), pelo elevado preço são mais raras. Na verdade, os marceneiros costumam supri-la com a inversão de um dos outros dois modelos anteriores.
Não é muito adequada a inversão de tupias de coluna.
Importante ressaltar que as melhores tupias para inverter são as de base fixa porque normalmente são projetadas para essa finalidade, bem como, em razão da facilidade na mudança da "altura" da fresa. 

Tanto é verdade, que a Bosch coloca um adesivo em sua tupia de coluna GOF 1600 informando que não é adequado invertê-la, visto que a indicada para isso é a GFF 1600 (de base fixa).

Como visto na foto, existem pelo menos duas tupias com bases fixas, leia-se que não permitem o ajuste da profundidade durante o funcionamento da máquina. Uma delas é a tupia laminadora, erroneamente chamada de tupia manual por alguns.

III - TUPIA DE COLUNA X TUPIA LAMINADORA
Existe uma confusão para os consumidores na hora de escolher sua tupia, e na maioria das vezes fica na dicotomia: laminadora x coluna. Elas desempenham funções distintas, embora você possa intercambiar os usos, com mais ou menos dificuldade, a depender do caso.

Então, para escolher seu modelo, primeiro veja as suas necessidades e compreenda as funções que cada máquina apresenta.







Características das tupias laminadoras:

  1. normalmente aceitam fresas de 6 mm, 8 mm e de 1/4"; *
  2. não permitem regular a profundidade (mergulho) durante o funcionamento;
  3. em geral, "pesam" entre 1,5 a 2 kg e tem potência de 450/500W.






Já as tupias de coluna:
  1. em regra, aceitam fresas mais finas (6 mm, 8 mm, 1/4") e outras mais grossas (12 mm e 1/2");
  2. permitem mergulho durante o uso e possuem limitadores de profundidade para melhor uso;
  3. em geral, "pesam" 5,5 a 6,2 kg e possuem potência variando entre 1.100 a 2.100 W.


Em termos bem simples, a aplicação das tupias elétricas de laminado se dá principalmente em laminação de bordas, para fazer o nivelamento de laminados de alta pressão junto à face lateral das madeiras. Em razão disso surge o seu nome: tupia laminadora.

Já as tupias de coluna são mais versáteis em operações de abertura de cavidades e também em trabalhos de bordas com fresas de grande diâmetro e/ou grande cumprimento.

Claro que elas podem exercer tantas outras funções, desde que sabendo usar a máquina e usando a fresa adequada. Mas para efeitos de explicação seria isso.

POSSO NECESSITAR DAS DUAS??
"O fato é que cada uma delas tem sua função específica, portanto [...] é admissível que um profissional tenha de ter os dois modelos para poder ter eficiência necessária em trabalhos distintos”, ressalta Rodrigo Oliveira (instrutor de treinamentos técnicos da Stanley).
Para explicar essa diferença de uso, darei meu exemplo pessoal. Executo trabalhos de dois tipos (ambos com madeira maciça): 

1) alguns que exigem potência e no qual tenho que fresar madeira de 4 cm -> usar fresas de 12 mm ou 1/2" deixam o trabalho mais seguro... e pela potência facilita...


2) outros trabalhos são menos exigentes, porém exigem precisão -> então usar uma máquina mais leve é melhor pq a levanto e olho várias vezes... são várias passadas (aprofundando) e movimentando a máquina daqui pra li...



Quando usava a tupia de coluna para os serviços de baixo (2), percebi que me cansava demais com as idas e vindas, levantando a máquina para ver, com aquele treme-treme. Certo dia, testei a laminadora para os serviços de cima (1)... e não chegou nem perto do BRUTAL desempenho da tupia de coluna de 1.500 W.

CONCLUSÃO/RESUMO
Não é muito comum que as pessoas executem trabalhos dessas duas magnitudes, ao menos corriqueiramente. Em outras palavras, com a maioria das pessoas, prevalece um dos dois tipos de serviços, a forma correta de escolher sua máquina é com base no serviço que pretende executar.

Sobre tupias, interessante ler nosso guia de como comprar fresas e o review de algumas que já utilizamos.



Sei que muitos aqui dão R$1,00 ou R$2,00 ou R$5,00 para o flanelinha vigiar o carro. E na maioria dos casos, este vigia o carro dele mesmo! Então, que tal ajudar alguém que está realmente lhe ajudando e produzindo conhecimento?

Em alguns casos, é preciso comprar a pinça adequada porque a máquina não vem com todas (é sem duvidas um ponto que as empresas precisam melhorar).

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Mauro Boaventura, muito obrigado!
      Se não for pedir muito, compartilhe essa postagem com amigos, nas redes sociais (de preferência no Facebook ou Google Plus) porque assim conseguiremos mais visualizações, o que não custa nada para você, mas que é importante para nosso apoiadores e patrocinadores.
      Não conseguimos gerar mais postagens justamente pelo fato de não termos um apoio de absolutamente nenhuma loja... abraço

      Excluir
  2. Muito bem feito esse post, consegui sanar várias dúvidas,parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wagner Ramos, boa tarde! Muito obrigado pelo comentário e compartilha ai nas redes sociais (facebook, Google Plus) e nos grupos de whats!

      Aproveito para lhe convidar se inscrever em nosso canal no youtube: https://youtu.be/Ta0yCLaKke8 . E também a seguir o instagram do Análise de Ferramentas: www.instagram.com/analisedeferramentas

      Como falastes de tupias, eu vendo fresas da marca estadunidense Yonico, de ótimo investimento-benefício. Por enquanto estamos com pedidos sob encomenda, já que nosso pedido para março já acabou semana passada. Comprando comigo você tem a segurança de comprar um produto original Yonico (e não fresas meramente amarelas como a outros vendedores do ML), bem como, a certeza de que estára levando o produto certo para sua máquina/trabalho e dicas de como usar corretamente. Além de poder contribuir para o crescimento do nosso canal, que além do tempo para escrever/filmar, também estou gastando com câmeras e materiais de iluminação (LED, Softbox, studio box), além de, um PC melhor para poder editar estes vídeos mais pesados.

      Espero poder contar com sua colaboração, se não comprando, ao menos difundindo nossa venda e nosso site!

      Abraço e fique na Paz de Cristo

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual as vantagens e desvantagens de uma tupia de coluna e uma com base fixa, desconsiderando a laminadora, alguém sabe? Pq a coluna tb pode ser invertida para uma base fixa, então imagino qual seria a vantagem da coluna sobre a fixa, não entendo nada de tupia.

      Excluir
    2. obrigado, Bryan de Paml, por deixar seu comentário.

      Compartilha ai nas redes sociais (facebook, Google Plus) e nos grupos de whatsapp nosso!

      Aproveito para lhe convidar se inscrever em nosso canal no youtube: https://youtu.be/Ta0yCLaKke8 . E também a seguir o instagram do Análise de Ferramentas: www.instagram.com/analisedeferramentas

      As tupias de base fixa foram as primeiras a serem criadas, mas hoje em dia as vendas não são muito grandes e por vezes é difícil até achar nas lojas!

      A vantagem de usar uma tupia fixa é para realizar cópias, quando você trabalha com gabaritos (que não vai precisar mexer na profundidade durante o uso). Sendo mais claro, se eu for fazer três guitarras, vou colocar uma ao lado da outra e deixo a fresa com 3 mm de profundidade e vou fazendo as cavidades em cada uma delas. Depois, aumento mais 3 mm (passando para 6 mm) e passo novamente em todas. De tal modo que se o principal uso for esse (fazer produtos em série), pode-se economizar alguns trocados para comprar uma de base fixa.

      Lembrando também, que a tupia de base fixa é a mais indicada para inverter em bancada:
      "Importante ressaltar que as melhores tupias para inverter são as de base fixa porque normalmente são projetadas para essa finalidade, bem como, em razão da facilidade na mudança da "altura" da fresa."

      a coluna tb pode ser invertida para uma base fixa -> qnd se tem uma de coluna, você pode prender ela numa determinada altura e teoricamente suprir as necessidades que uma fixa te daria. Mas há sempre aquele risco do dispositivo que prende se afrouxar... ai vai dar algum problema no seu trabalho. Em todo esse tempo de trabalho, isso só ocorreu umas 3 ou 5 vezes.

      Caso esteja se referindo a trocar uma base fixa por uma base de coluna, existem tupias grandes como a da Bosch que permite realizar essa troca (GFF e GOF 1600), mas também existem tupias menores que permitem a troca da base (Makita RT0700 e DeWALT DWP611PK). Nesses casos, vc tem q ver a potência de cada um!

      Sei que é um pouco complicado, mas é isso que tenho para lhe explicar!

      Excluir